31.1.20

Escolhas que não fazemos

Ryan Pfluger não é homem há muito tempo, mas tenho a impressão que ele refletiu mais sobre masculinidade, o papel social dos homens, seus códigos e efeitos sobre as mulheres do que a maioria dos caras que conheço.

30.1.20

Dia do Gibi

Hoje é Dia do Quadrinho Nacional, em data escolhida por conta da publicação do Nhô Quim, de Ângelo Agostini. O Universo HQ publicou uma lista com quinze obras brasileiras que merecem atenção.

Apesar da crise econômica, os últimos anos foram muito bons para os quadrinhos, com muitos lançamentos de qualidade e a consolidação de diversos artistas. É tanta coisa que nem gente que presta muita atenção à cena não consegue acompanhar.

29.1.20

Cidades esfumaçadas

Compare a poluição do ar em centenas de cidades com a cidade mais poluída do mundo e veja o resultado.

Não que seja fácil, mas...

A equação é simples: quanto mais gente, mais necessidade de alimentos, maior o aquecimento global. Então que tal desperdiçar menos comida. (O texto é meio antigo, portanto os dados devem estar destualizados. Assuma que tudo piorou.)

28.1.20

Me esclareceram o que eu pensava!

The point is that “cultural appropriation,” as a diagnosis, is decidedly unhelpful. The metaphor suggests that a person of one culture is taking something that belongs to people of another culture, and effectively endorses the imperial regime of intellectual property, one founded not in moral considerations but in economic ones. (Casting culture as intellectual property is neoliberalism at its worst.(...)

Specific instances of what people criticize as cultural appropriation may well be wrong, but the term encourages us to call out a property crime when something else is going on. If I take a practice that is freighted with significance for some group and mock it or trivialize it, that’s contempt. (That’s why it’s usually not a good idea to wear, say, clerical garb because you like the look.) The key question in the use of symbols or regalia associated with another identity group is not: What are my rights of ownership? Rather it’s: Are my actions disrespectful?

Ansioso pelo resultado

Acho estranho enfiarem questões sobre medos e emputecencias num teste para medir o nível de ansiedade, mas aí.

27.1.20

Civilização se perde rapidamente

As diferenças entre o "Mundo Árabe" da década de 70 e de hoje são gritantes e absurdas. E a pergunt é uma só, tanto para quem viveu a transição quanto para a geração atual é uma só: "O que aconteceu conosco?"

26.1.20

Contém referências obrigatórias a Orwell

Há inimigos da escrita muito mais poderosos que Facebook, Instagram e a "pesquisa" infinita. Enquanto esses impedem a escrita, a certeza e o pensamento grupal fazem com que percam o sentido.

24.1.20

São Paulo, 466 anos

Não é só de sanduíche de cretinice mortadela vive o aniversário de São Paulo. Além da Paulista funcionando normalmente, há mais uma programação extensa para comemorar a data.

Uma ideia - melhor guardada para outro fim de semana - é conhecer a região da Sé e seguir a expansão do centro da cidade.

Quem tem ** tem medo

Não são só plíticos, celebridades e seus amigos pudicos que têm medo de parar e um deepfake XXX. Porn stars também se preocupam, por motivos que vão de dinheiro à preocupação e colaborar com o assédio a alguém.

23.1.20

Igualdade não é um slogan

Claro que ninguém é contra (ou admite ser) a igualdade, mas muito pouco se discute sobre de qual igualdade falamos. Ou como contrapô-la a outros valores. Ou até que ponto ela deve ser igual mesmo.

20.1.20

Repo Man

Enquanto tem gente completando maratonas com exoesqueletos (embora muito lentamente), tem perna protética sendo confiscada de veteranos de guerra. Tudo no país com o sistema de saúde modelo no mundo.

18.1.20

Um lembrete para a nova década

O autor deste blog não concorda necessariamente com os textos citados ou linkados - o principal critério é o interesse, não a concordância. Trechos citados também o são pelos mesmos motivos e às vezes o texto e título do post se contradizem (e nem se fala do que há do outro lado do link). Se algo parece estranho, desconfie. Qualquer coisa é só perguntar. Com o tempo você pega o jeito.

Ah: O Leituras do Dia é para maiores ou menores acompanhados por pais ou responsáveis. (Ou escondidos.)

Oscar 2020: Como é e como deveria ser(?)

A lista dos indicados ao Oscar e uma lista alternativa - contemplando filmes mais interessantes, esnobados, ignorados ou feitos por minorias - feitas por um crítico da New Yorker.

5.1.20

A lista de HQs que estava procurando

O tradutor Érico Assis selecionou os quadrinhos mais importantes da década, seja por sua qualidade, as conversas que geraram ou por enriquecerem mais o Maurício de Souza.

1.1.20

Fapfapfap

O 2019 no Porn Hub, num "infográfico" horroroso.

Começando cedo

Suas resoluções de ano novo provavelmente incluem perder peso, se exercitar mais e ler mais livros. Não preciso perder peso e não sei nada sobre "se exercitar", mas deve ter um monte de dicas para ler melhor nos arquivos.

Aliás, achava que as leituras de 2019 tinham sido um fracasso total (treze livros), mas foram apenas um fracasso parcial: vinte e dois livros. O que não ficou tão distante da meta revisada em setembro, que era de vinte e cinco livros - número revisado para refletir o tempo quefiquei olhando para o teto durante os meses anteriores.

Feliz Ano Novo!

Tudo de melhor para você e os seus neste novo ano!